Identidade Presbiteriana

Identidade Presbiteriana

Identidade Presbiteriana

A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS (parte 7)

“A DOUTRINA DA PRESERVAÇÃO DAS ESCRITURAS SAGRADAS”

A FALTA DE FÉ PODE SER REPROVADA

Nós estamos finalizando nossa curta abordagem ao estudo da preservação e fidelidade da Palavra de Deus, e seus desdobramentos. Nesta seção, nós discutiremos brevemente sobre o perigo da crítica textual apóstata do século XXI, que se baseia mais em conjecturas do que em evidências.
O Senhor Jesus Cristo, após sua ressurreição, censurou seus discípulos pela incredulidade deles, pois eles não haviam crido naqueles que o tinham visto ressurreto (Marcos 16:14). Ora, se os discípulos, que viveram com Jesus, foram repreendidos por causa da falta de fé, e quanto a nós, que vivemos pela fé na palavra de Deus? Não deveríamos ser nós também reprovados, ou, no mínimo, censurados, por não crermos nela, e, por consequência, em Cristo? Diante disso, pergunta-se: não seriam os colchetes da Almeida Revista e Atualizada falta de fé?
O apóstolo Paulo nos responde em Romanos 14:23 que tudo aquilo que não é de fé, é pecado. Ora, o texto fala sobre fazer as coisas com fé no coração, como, por exemplo, comer. Pecamos quando fazemos algo sem fé. Este último versículo pode ser aplicado aos críticos dos séculos XIX-XXI, os últimos tempos para a Igreja de Deus. Muitos se apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores. A história da Igreja, em vinte séculos, pode ser dada na passagem em que Pedro anda sobre o mar: a Igreja estava bem e poderosa, andando sobre o mar, o que significa que seus atos eram de fé em Deus, bem como de fidelidade; mas quando ela olhou para o vento forte da crítica textual de líderes apóstatas, ela começou a afundar. O que poderíamos fazer? Simples: olhar para o Senhor e pedir ajuda, como Pedro fez. Se observarmos apenas o vento do criticismo textual dos últimos 2 séculos estaremos, certamente, prestes a afundar no mar; mas se, antes, ignorarmos os fortes ventos agitando o mar, então poderemos caminhar pela fé. Desnecessário dizer: sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6).
A nossa fé pode ser medida. Basta olharmos para o padrão de construção que o nosso Senhor compara com a obediência de um homem: construindo uma casa na areia, qualquer vento derrubá-la-á; mas construindo sobre a rocha, nem as mais severas tempestades poderão derrubá-la. E o alicerce é crer nas palavras de Jesus e as cumprir (Mateus 7:24-27).

HUDSON FLÁVIO
(Membro da Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos)

Arcos e Região Destaque Igreja Presbiteriana