Povoado surgiu na segunda metade do século XVIII

Povoado surgiu na segunda metade do século XVIII

Povoado surgiu na segunda metade do século XVIII

A mais importante sesmaria no núcleo do povoado de Arcos é a Sesmaria da Paragem de Arcos, que confrontava com a fazenda de São Julião, e está localizada entre o São Francisco, Serra do Desempenhado e com as terras de Antônio Ribeiro Moraes.
Todas as pessoas que receberam essas sesmarias, ao longo da segunda metade do século XVIII, passaram a utilizar as terras para agricultura e criação de gado. A partir daí formou-se um povoado às margens do Córrego de Arcos. O povoado ficou conhecido, anos mais tarde, como Córrego de Arcos ou simplesmente Arcos. Em 1823, o povoado teve seu nome alterado para São Julião. Por algum tempo também ficou sendo chamado Carmo dos Arcos, devido à devoção da população.
Fonte: Dossiê de Registro Bem Imaterial Reinado de Nossa Senhora do Rosário (2012). O levantamento, elaboração, assessoria técnica e revisão do Dossiê citado foram feitos pelos profissionais: conservadoras-restauradoras – Conceição França, Kleumanery Melo; arquitetas e urbanistas Isabella Dias e Mônica Guimarães Maciel e Silva Marinho; Raquel Santos (assistente em História) e Rogério Stockler de Mello (MGTM Ltda).

Site antigo