A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS

A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS

IDENTIDADE PRESBITERIANA

A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS (parte 2)
“A DOUTRINA DA PRESERVAÇÃO DAS
ESCRITURAS SAGRADAS”

A Palavra de Deus foi preservada, tanto o Novo Testamento, quanto o Antigo; pois Pedro continua, dizendo: “e essa é a Palavra que vos foi evangelizada”. E qual foi a Palavra que foi evangelizada? Obviamente, não só o Antigo Testamento, mas também, e principalmente, o Novo Testamento, pois neste
contexto Pedro está falando dos novos crentes do Novo Testamento, os quais nasceram de uma semente incorruptível; mais uma vez a referência nos informa a preservação das Escrituras, pois a semente, ‘Palavra’, é incorruptível.


Mas o Novo Testamento tem mais a nos dizer. E, em suma, nós temos o testemunho do próprio Senhor Jesus, que diz em Mateus 5:18: “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.” Obviamente, não vamos retirar o versículo de seu contexto, mas vamos expô-lo dentro de seu contexto. Neste verso, o Senhor Jesus está falando uma série de preceitos, todos eles estão presentes na lei do povo judeu. Então ele diz que não veio ab-rogar, isto é, remover a lei, mas cumpri-la. Então ele cita o verso que destacamos. Isto quer dizer que tudo o que está na lei será cumprido, não só os mandamentos, os preceitos, mas também as profecias e tudo o que está escrito neste riquíssimo e informativo livro. Com certeza, para que tudo se cumpra, a Palavra tem que ser preservada, para que o cumprimento seja comprovado segundo a mesma profecia. Além disso, o verbo passará no Grego, significa perecer, ou, cair no esquecimento.

Observe também que os menores sinais gráficos da Língua Portuguesa (os sinais gráficos ali citados são sinais das línguas originais da Bíblia, que são o iota, letra Grega, e o queraía, um pequeno sinal) não cairão da Palavra de Deus, mas serão igualmente preservados. Lucas 16: 17 é ainda mais explícito,
e o contexto ali é semelhante: “E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei.” Outra instância memorável desta importante doutrina está em Lucas 21: 33: “Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar.” O contexto aqui é em relação a profecias, que o nosso Senhor declara que acontecerão impreterivelmente. E também: todas as coisas passarão, bem como o homem, a terra, e tudo o que nela há, mas a Palavra de Deus será cumprida e não deixará de existir; ela foi, tem sido, e será preservada, até mesmo nos seus menores sinais gráficos. É esse o resumo dos versos dados
acima; eles têm uma interpretação entrelaçada na outra; ao mesmo tempo em que tudo o que está ali escrito será cumprido, a Palavra não se perderá, mas será preservada. Podemos descansar, pois Deus é fidelíssimo. Ele é cuidadoso com os menores detalhes de sua Palavra. Ele é Deus zeloso!


HUDSON FLÁVIO
(Membro da Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos)

Site antigo