A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS

A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS

A EXCELÊNCIA DA PALAVRA DE DEUS

A DOUTRINA DA PRESERVAÇÃO DAS ESCRITURAS

O Salmo 119 é o Salmo de louvor aos preceitos de Deus. Todo ele declara a importância da Palavra de Deus para o homem, e que ela foi estabelecida para sempre. Tome como exemplo o verso 140, que diz: “A tua palavra é muito pura; […]”, declarando que ela não foi modificada, mas mantém-se conservada. Observa o tempo presente do verbo ser neste mesmo versículo. E assim o será enquanto o mundo existir tal como ele é hoje, até a volta do Salvador. Sobre pureza da Palavra, tome também o Salmo 12: 6, 7: “As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes. Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre.” O verso 6 é muito explícito: as palavras do Senhor são palavras puríssimas! Puríssimas, eu digo, porque foram refinadas, como o verso diz. A Palavra de Deus foi provada pelo fogo do tempo, e permaneceu, mesmo em meio a reis impiedosos, assassinos, inimigos do povo de Deus, tiranos, e pelo próprio pecado do povo que a deixa. Mesmo diante de tudo isso, as Escrituras permanecem, como está escrito no Salmo 119: 152: “Acerca dos teus testemunhos soube, desde a antiguidade, que tu os fundaste para sempre.” Embora o verso 7 do Salmo 12 diga “os” ao invés de “as” (referindo-se às palavras), tem-se que o pronome os se refere tanto às palavras quanto aos pobres do verso 5, os quais, ambos, serão libertos dos opressores pelo Senhor.
Outrossim, temos o Salmo 100: 5, que diz: “Porque o Senhor é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.” Observa neste verso como a misericórdia de Deus está atrelada à sua verdade, sendo que esta permanece de geração em geração; a misericórdia é aqui apresentada em conexão com a preservação da Palavra, porque é através dela que Deus manifesta a sua misericórdia a nós; pela sua Palavra nós somos conduzidos à salvação, que consiste na misericórdia de Deus diante do pecado arrependido. A expressão de geração em geração significa nada menos que durante todas as eras. E nós somos informados pelo evangelho de João que Cristo proferiu, em sua oração intercessória, o seguinte: “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17: 17). E é através de sua verdade-a Palavra, que ele fielmente mantém-que nós somos salvos. Mas, talvez, o versículo mais impressionante que devemos destacar é Isaías 40: 8: “Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente”. Este mesmo versículo é citado por Pedro em 1 Pedro 1: 25. Pasma! É a pura verdade. O versículo em si, que fala da preservação, é aplicado por Pedro para afirmar que a Palavra de Deus foi preservada, tanto o Novo Testamento, quanto o Antigo; pois Pedro continua, dizendo: “e essa é a Palavra que vos foi evangelizada”.

HUDSON FLÁVIO
(Membro da Igreja Presbiteriana do Brasil em Arcos)

Destaque Igreja Presbiteriana