Moradores de Arcos reclamam dos lotes sujos

Moradores de Arcos reclamam dos lotes sujos

Moradores de Arcos reclamam dos lotes sujos

Alguns residentes de Arcos estão reclamando, nas redes sociais, sobre os lotes sujos. No dia 6 de janeiro, a moradora Jeane, do bairro Novo Sion, fez um desabafo no Facebook, sobre a área ao lado da casa dela. 

Segundo Jeane, o lugar está com muito mato e infestado de insetos. Afirmou que já foram feitas denúncias na Prefeitura de Arcos, inclusive informando o nome da proprietária do espaço, mas, conforme diz Jeane, o problema não foi solucionado. “Já pagamos pra limpar várias vezes, porque não aguentamos mais a sujeira”, relatou. 

Em seu depoimento na rede social, comentou que estava sem dormir há dois dias, devido ao choro de um cachorro. “Quando passei perto do lote, vi que o choro estava vindo de lá; eu e meu marido entramos no lote e nos deparamos com um cãozinho dentro de um buraco”. Segundo ela, a cratera tinha aproximadamente dois metros de profundidade e estava abrindo outra ao lado.

Jeane disse que pediu, na Prefeitura, que fosse tomada alguma providência para que não ocorresse nenhuma tragédia. Nos comentários da postagem, vários moradores também fizeram relatos sobre lotes na mesma situação, em seus bairros. Cida Veloso disse ser testemunha de Jeane e foi ajudá-la a tapar o buraco. “Esse terreno é o ‘cartão postal’ para pessoas de outras cidades que apenas passam pela rodoviária ou pela avenida Magalhães Pinto”, pronunciou. 

Alexssander Parula contou que está enfrentando o mesmo problema e que bichos decorrentes desses lotes estão entrando em sua casa. Clésio Rodrigues perguntou onde estão os fiscais de posturas da cidade. 

Em uma outra publicação, do dia 25 de janeiro, Dyane Xavier Simões reclamou de um lote localizado ao lado da casa dos pais dela, no bairro São Pedro. Segundo ela, encontraram escorpiões duas vezes dentro da residência. Ela também relatou que foi à Prefeitura e na empresa do dono do terreno três vezes, mas não houve nenhuma ação para resolver o problema.

A moradora Gleici Cristina expressou, nos comentários, que o problema existe por toda a cidade: “A cidade está um lixo, todos os lotes muito sujos, mato alto, bichos”.

Rogério Coutinho disse que os bairros Juca Dias, Eldorado e Novo Eldorado também estão com muito mato. “Vergonha o que está acontecendo aqui em Arcos”. 

Tatiane Ferreira contou que enfrenta a mesma situação no bairro Castelo. Relatou que chegou a ‘fechar’ um motoqueiro no trânsito devido à falta de visibilidade na avenida principal do bairro. 

Lorena Santana foi outra moradora que reclamou, no dia 1º de março, que a Prefeitura não limpa os lotes e ainda afirmou que as casas estavam infestadas de escorpiões. 

Perguntas sem respostas do Governo Municipal 

​No dia 23 de fevereiro de 2021, a Prefeitura de Arcos estabeleceu o prazo de 30 dias para que proprietários de lotes fizessem a limpeza dos mesmos e em caso de descumprimento seria aplicada multa de R$308,94. 

No dia 14 de fevereiro de 2022, tendo passado aproximadamente um ano, o CCO enviou perguntas a uma fiscal de posturas e à Assessoria de Comunicação da Prefeitura. Não tivemos respostas e fomos ao setor, onde a fiscal disse que não respondia devido ao excesso de trabalho. Ela nos encaminhou para o responsável pelo Setor de Tributação. Enviamos e-mail a ele no dia 15 de fevereiro e, até o fechamento desta edição, não tivemos retorno. 

As perguntas são as seguintes: Após o prazo de 30 dias, ou seja, a partir de 23 de março de 2021, quantos proprietários de lotes foram multados em Arcos até o momento? Quantos ferros-velhos, serviços de reforma de pneus, oficinas, serralherias e profissionais de áreas semelhantes foram multados? As multas continuam sendo aplicadas? O Município conta com quantos fiscais de postura em atividade? O número é suficiente para atender à demanda? Caso não, quantos seriam necessários? Quais são as principais dificuldades enfrentadas pelos fiscais de postura em Arcos atualmente, para concretizarem suas atribuições? Quais os contatos do Setor de Postura, para que as pessoas façam as denúncias? Qual é o horário de expediente do Setor? Em quais outras áreas os fiscais do Setor de Posturas têm atuado? Ou seja, quais são as demais atribuições dos profissionais do setor?

 Quando o CCO receber as respostas, as mesmas serão publicadas. 

Arcos e Região Destaque