Homem é morto com 34 tiros em pizzaria em Ribeirão das Neves: ‘Foi assustador!’

Homem é morto com 34 tiros em pizzaria em Ribeirão das Neves: ‘Foi assustador!’

Homem é morto com 34 tiros em pizzaria em Ribeirão das Neves: ‘Foi assustador!’

Crédito: Videopress

A execução de um homem de 22 anos, alvejado com 34 tiros a queima-roupa, deixou apavorado os frequentadores de uma pizzaria no bairro Jardim Alvorada em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite dessa quinta-feira (24). 

Segundo testemunhas, o rapaz foi morto por causa de um acerto de contas do tráfico de drogas da região. E um rival teria sido o responsável pelos disparos. Os suspeitos, até o momento, não foram localizados pela polícia.

COMO O CRIME ACONTECEU

Dois homens em uma moto Honda XRE vermelha pararam na porta da “Casa da Pizza” por volta das 22h.  Um dos criminosos desceu da garupa da motoclicleta, entrou armado no local e efetuou os disparos nas costas da vítima,  que estava sentada de costas para a rua. 

Testemunhas contaram aos policiais que o homem foi pego de surpreso. Ele caiu no chão ferido e ainda assim continuou sendo alvejado. Os criminosos fugiram em seguida. O óbito do homem no local foi registrado por equipes do SAMU.

No momento dos disparos, apenas a vítima foi atingida. Ela estava acompanhada de um amigo. Os dois estavam comendo e tomando uma cerveja. Na pizzaria ainda havia uma família e funcionários do estabelecimento.

A reportagem de O Tempo foi até a pizzaria. Furos na cadeira,  lascas do piso se cerâmica e marcas na parede mostram a dimensão da rajada. Um pedreiro terminava de retocar a parede verde no final dessa manhã.

A perícia da Polícia Civil de Minas Gerais encontrou 30 capsúlas e 17 projéteis de 9MM no local.

“Para o nosso comércio isso é ruim, é um ambiente familiar. Nem briga nunca aconteceu aqui. Eu e minha familia trabalhamos todos na pizzaria. Foi assustador” conta o proprietario que pediu anonimato. Ele não autorizou registro de imagens dentro do estabelecimento.

Vizinhos também comentaram como a bárbarie do crime deixou todos assustados. “Aqui pode ser um lugar simples, mas esse tipo de crime não acontece. Não estamos acostumados com isso”, pronunciou uma mulher que pediu para não ser identificada.

As policias ainda fazem investigação do caso. Imagens de câmeras de circuito de segurança da vizinhança serão periciadas para identificar os criminosos.

Fonte: O Tempo

Minas Gerais Ocorrências Policiais