”Pico da onda de covid passou”, informa secretário de Saúde

Minas já superou o pico de novos casos registrados de covid-19 e a tendência é de queda nos próximos dias”. A fala é do médico e secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, que apresentou, nesta quinta-feira (10/2), em coletiva na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, dados sobre a média móvel projetada e confirmada para os dias 1 e 2/2, além da observação de uma descida na curva de casos.

Segundo o secretário, devido à extensão territorial do estado, a queda do número de novos registros de covid-19 ainda não se apresenta de forma homogênea em todas as regiões, mas já é notada nas áreas mais populosas. “As maiores regiões mineiras, especialmente Centro e Triângulo do Sul, são os destaques no que se refere a essa queda no número de novos casos”, disse. 

Com relação às mortes, Fábio Baccheretti pontuou que os números atuais estão relacionados às internações de duas semanas atrás, período em que a pandemia atingiu o auge no estado. Assim, espera-se uma redução também nesse indicador nos próximos dias. “Com a diminuição dos novos casos e do número de pacientes aguardando internação, a expectativa é a de que daqui a duas semanas também comece a cair o número de óbitos por covid em Minas”, detalhou. 

 

Sublinhagem da ômicron

Quanto ao surgimento da sublinhagem BA.2 da variante ômicron, o secretário explicou que não há expectativa de que a nova cepa cause uma piora no cenário da pandemia no estado. Até o momento, não foi notificado nenhum caso da referida sublinhagem em Minas Gerais.

 

Avanço na vacinação 

Fábio Baccheretti destacou, ainda, a importância da vacinação das crianças, e também da aplicação da segunda dose e da dose de reforço nos adultos como forma mais eficaz de se vencer a pandemia. 

“No que se refere à imunização infantil, percebemos uma aceleração na última semana, mas queremos avançar ainda mais. Já sobre a imunização dos adultos, cerca de 2,4 milhões de mineiros ainda estão sem a segunda dose da vacina contra covid. Por isso, precisamos garantir a vacinação infantil e a dose de reforço da população, para termos certeza de que os mineiros estão protegidos”, alertou o secretário.

Até o momento (10/2/2022), Minas Gerais já aplicou mais de 38 milhões de doses de imunizantes contra covid. Segundo dados do Vacinômetro da SES-MG (https://coronavirus.saude.mg.gov.br/vacinometro), 79,23% dos mineiros tomaram a primeira dose (D1) e 74,97% da população já tomou a segunda dose (D2). A cobertura vacinal relacionada à dose de reforço (DR) está em 34,32%.

Quanto à vacinação infantil, foram aplicadas 391.580 doses em crianças de 5 a 11 anos e a cobertura para a D1 está em 21,05%.

 

 

Fonte: Agência Minas

Site antigo