Meio caminho no futebol

(Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 06/06/2020) – Edição 2054

Marlon Santos

ALÔ, ARCOS! Aos poucos a bola está voltando a rolar no planeta terra e muitos campeonatos estão projetados para reiniciar em breve. O Campeonato Alemão está de volta, mostrando o futebol mecânico e, outrora, sem muita técnica, porém, com uma obediência tática que é peculiar.  Mas está muito sem graça; e com estádios vazios, o clamor da torcida fica em segundo plano e este detalhe é que tira o charme do futebol. No Brasil, a história não me parece seguir outro rumo, com diversas reuniões envolvendo os cartolas. Parece-me que aos poucos vai surgindo uma luz no fim do túnel. Como sempre venho afirmando, a pandemia só confirma que o futebol é uma das “coisas mais importantes entre as menos importantes” e o cidadão deve ter chegado à conclusão de que nada foi válido, se tratando de discussões, e até mesmo violência para defender seu amado clube . O tempo vai passando e estamos acompanhando de perto um ostracismo incomum dentro do nosso esporte em geral, algo inimaginável em um passado recente. Aliás, tem jogadores que sequer respeitam o torcedor e ainda realizam as famosas ‘peladinhas’ entre amigos para satisfazer seus prazeres; e ao cidadão, uma ‘banana’ para aprenderem que são objetos insignificantes para determinados atletas. Parece que estamos aprendendo a dura lição com determinadas atitudes vindas dos considerados ídolos. Que ao findar desta pandemia, tenhamos refletido sobre certas atitudes que estamos exercendo nas arquibancadas e que sejamos mais conscientes no que se refere à violência oriunda das arquibancadas. Na verdade, o momento é de reflexão sobre certas atitudes ignorantes que estávamos usando para mostrar nossa paixão pelo clube que tanto admiramos.

 

Futebol amador inativo

Quando nos referimos ao futebol amador, sequer temos a noção de “como e quando a bola voltará a rolar”. Tenho informações de que o Campeonato Arcoense de Futebol poderá se iniciar no final do mês de setembro, mas tudo depende da situação da saúde no Brasil. Quanto ao Campeonato Master, segue a mesma direção, porém, o Master teve início e teríamos a continuidade do torneio. Já o regional sub-23 continua sendo uma incógnita, pois envolve equipes de diversas cidades da região. Obviamente que o amante do esporte queria estar, neste momento, lendo outro relato, de preferência referindo-se ao futebol em atividade e sem atropelos. Mas, infelizmente, ainda existem muitas indefinições e o futuro continua incerto para todos, principalmente dentro e fora das quatro linhas.

 

Estádios sendo adaptados

Uma ótima notícia é que os dirigentes estão adaptando os estádios para um futuro próximo e adequando as novas normas que devem vigorar. Outro detalhe que deve ser acrescentado é que a união dos diretores em prol de seus clubes tem mostrado que a mentalidade mudou e, agora, o principal foco é a reestruturação dos estádios. Até pouco tempo, o que notávamos era uma ansiedade gigantesca para conquistar um título, deixando em segundo plano a estrutura física dos estádios.

 

Atual situação dos campeonatos em Arcos e região:

Copa Master (equipes de Arcos)

AssociaçãoVila
Social
*Chegaram a iniciar, tiveram as primeiras rodadas da primeira fase e aguardam para retornar ainda neste ano.

 

Regional Sub-23

Bela Vista de Arcos
*O único representante arcoense chegou a realizar alguns amistosos preparatórios, porém, espera o início do torneio.

 

Campeonato Arcoense de Futebol

Ypiranga
Associação
Bela Vista
Social
Sociedade
Palmeiras
Santana

*Todas as equipes chegaram a receber a lista de assinatura de jogadores e aguardam um posicionamento dos organizadores, referente à data de início.

Colunas