Estresse e esgotamento

(Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 06/03/2021) – edição 2092

Dr. Tarcísio Silva

Chamamos de estresse toda situação em que a pessoa fica sob grande pressão física, mental ou psicológica. Quando o estresse é tão intenso a ponto de a pessoa não conseguir se restabelecer, dizemos que ocorreu um “esgotamento”. As queixas de esgotamento têm se tornado cada vez mais frequentes nos consultórios médicos. O principal sintoma do esgotamento é o cansaço ou fadiga. Segundo um estudo realizado pela Associação Americana de Medicina de Família, 20% dos adultos e um terço dos adolescentes se queixam de cansaço. Dependendo do tipo de estresse, o esgotamento pode ser dividido em físico, mental ou emocional. Algumas pessoas podem ter mais de um tipo de esgotamento ao mesmo tempo.

 

 

Esgotamento físico

Muito comum entre trabalhadores braçais e atletas. Ocorre quando a pessoa realiza um excesso de trabalho muscular, várias horas por dia, sem descanso suficiente ou sem uma alimentação adequada ao esforço que realiza. Pode acontecer também quando o trabalho ou exercício é realizado em local sem ventilação adequada, com roupas impróprias, ambiente ruidoso ou muito quente, má postura. Geralmente o paciente se queixa de fraqueza intensa, que vai piorando ao longo do dia, dores musculares, câimbras, dormências, enxaqueca, perda de peso, diminuição do apetite. Com o passar do tempo, podem ocorrer insônia, alterações do humor; mulheres muito frequentemente passam a ter alterações da menstruação.

 

 

Esgotamento mental

Frequente entre estudantes e em profissões que exigem muita leitura ou cálculos (professores, advogados, médicos, engenheiros, contabilistas, etc.). No caso, o excesso de trabalho mental, sem descanso suficiente ou sem outras atividades intercaladas (esportes, vida social, etc.), leva ao esgotamento mental. O primeiro sintoma geralmente é memória fraca. Com o tempo, o raciocínio vai ficando mais lento, o rendimento nos estudos ou no trabalho cai drasticamente. Em estágios avançados, surgem as alterações do comportamento, como ansiedade, nervosismo, depressão, fobias. Podem aparecer sintomas físicos como dores musculares, cefaléia e fraqueza, o que confunde muitas vezes com o esgotamento físico.

 

Esgotamento emocional

Pode aparecer em qualquer idade, inclusive crianças. Geralmente surge em pessoas que passaram por um grande trauma emocional (falecimento de pessoas próximas, desemprego, fracasso de relacionamentos, etc.), sem que estivessem preparadas psicologicamente para isso. É também comum em pessoas que já apresentam algum problema psicológico, como alterações da personalidade e ansiedade importante. Os sintomas dependem muito de cada pessoa, mas pode haver tanto sintomas físicos, quanto mentais e psíquicos. Os sintomas mais comuns são tristeza constante, perda do prazer nas coisas que antes se gostava, vontade de ficar sempre isolado, falta de autoconfiança, sentimento de culpa, pessimismo, indiferença com as outras pessoas.

 

Tratamento

Uma das coisas que mais dificulta o tratamento é a demora do paciente em buscar ajuda profissional. É muito comum o paciente com qualquer tipo de esgotamento tomar vitaminas por conta própria, sem na verdade precisar.  Vitaminas nem sempre são parte do tratamento do esgotamento, pois, como visto anteriormente, muitas vezes a causa não é orgânica, e sim mental ou emocional. O primeiro passo no tratamento é uma consulta clínica detalhada; uma boa conversa com o médico muitas vezes é o suficiente para se detectar a causa do esgotamento. É recomendável a realização de alguns exames para se excluir problemas orgânicos que contribuam com o esgotamento: anemias, infecções, reumatismos, problemas hormonais, etc. Para todos os casos, dieta balanceada, atividade física regular, momentos de relaxamento e uma boa noite de sono são fundamentais para a recuperação física, mental e emocional. Nos casos de esgotamento emocional, muitos pacientes vão precisar de tratamento com medicações e/ou acompanhamento com Psicoterapia, para prevenir futuras recaídas.

Colunas