A história do campeonato municipal de Arcos

(Artigo publicado pelo Jornal CCO impresso em 06/07/2020) – Edição 2058

Marlon Santos

ALÔ, ARCOS! Desde 1990, começou a ser escrita a história do campeonato municipal da cidade de Arcos, com capítulos interessantes e que serão lembrados nesta edição. A Liga Amadora de Desportos de Arcos (LIADE) sempre foi a responsável pela realização do torneio, que sempre envolveu as equipes em atividades em Arcos. Cada época existiam clubes diferenciados; alguns foram extintos e outros caíram no ostracismo. Em 1990, o Associação levantou o primeiro de outros 28 troféus do municipal arcoense; e daí em diante, outras equipes foram conquistando as taças. Os dez primeiros campeonatos municipais se resumiram em conquistas de Ypiranga, Vila e Associação. Apenas em 2000, o Santo Antônio Esporte Clube, mais conhecido como SAEC, conseguiu quebrar essa hegemonia do conhecido “Trio de Ferro”, que era formado justamente pelo Yiranga, Vila e Associação. Nas primeiras dez edições do campeonato, o Yiranga conquistou cinco taças, o Vila obteve quatro conquistas e o Associação, apenas uma taça. Depois de três anos da Hegemonia do “Trio de Ferro”, eis que em 2004 surgiu o Alvorada como detentor do tão almejado troféu, e se tornou um dos gigantes do futebol de Arcos naquela época. Equipes tradicionais do nosso futebol estiveram perto da conquista em duas oportunidades, porém, não conseguiram êxito, trata-se do Sociedade e Palmeiras. Outras que levantaram a taça foram o Social e Cazanga, sendo o Social em 2009 e o Cazanga em 2017.

 

Curiosidades

O Vila conquistou seu último título do municipal de nossa cidade no longínquo ano de 2003. Depois deste ano, os ‘verdes’ correm desesperadamente em busca de uma nova conquista. Jejum de títulos viveu o Associação, que depois que conquistou o primeiro troféu do municipal, somente voltou a colocar as mãos na taça em 2001, ou seja, dez anos depois. O Yiranga foi pentacampeão entre os anos de 93 até 97 e depois quebrou o recorde ao conquistar o hexacampeonato entre os anos de 2011 até 2016. O maior tempo sem títulos do municipal que o Ypiranga conviveu foi entre os anos de 2005 até 2011. Mesmo assim, os azuis são os maiores detentores de títulos, tendo em seu currículo 13 conquistas e sendo seguidos de longe pelo Vila e Associação, que têm cinco títulos cada um. O Alvorada, que brilhou nos gramados durantes duas décadas, tem dois troféus, sendo um em 2004 e outro em 2006.

 

Ano passado

Alguns clubes participaram do Campeonato Arcoense de Futebol, que foi realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (Semcelt), pois os clubes resolveram deixar de disputar o municipal organizado pela LIADE e disputar o torneio realizado pela SEMCELT, e que teve como grande campeão o Ypiranga. No ano de 2019, a LIADE não realizou o campeonato municipal.

 

Campeões municipais de Arcos

1990……….. Associação
1991……….. Vila
1992……….. Vila
1993……….. Ypiranga
1994……….. Ypiranga
1995……….. Ypiranga
1996……….. Ypiranga
1997……….. Ypiranga
1998……….. Vila
1999……….. Vila
2000……….. Santo Antônio
2001……….. Associação
2002……….. Ypiranga
2003……….. Vila
2004……….. Alvorada
2005……….. Ypiranga
2006……….. Alvorada
2007……….. Não teve campeonato
2008……….. Associação
2009……….. Social
2010……….. Associação
2011……….. Ypiranga
2012……….. Ypiranga
2013……….. Ypiranga
2014……….. Ypiranga
2015……….. Ypiranga
2016……….. Ypiranga
2017……….. Cazanga
2018 ……….Associação

 

Futebol ou ópera?

Holanda anuncia volta do público para setembro, mas pede que torcida evite cantar. O primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, anunciou que os estádios de futebol do país poderão receber torcedores a partir de setembro, desde que seja respeitada uma distância de segurança de 1,5 metro e que a torcida evite cantar. A inusitada medida visa impedir a disseminação do coronavírus.

Colunas